quinta-feira, 24 de maio de 2012

Aprendendo com o Capitão América como ser Cristão



Há inúmeros bons livros que fala sobre o que é ser cristão e o que é o cristianismo. Como #FicaDica: Cristianismo Puro e Simples (Lewis); Simplesmente Cristão (Wright); Cristianismo Básico (Stott); e outros.

Certa vez, por meio do blog Recortes, tomei conhecimento do livro Encontrando Deus no Cinema, de Juliana Schead. E acredito que seja um bom livro! Pois compartilho da idéia de que é possível fazer links até nossa fé e espiritualidade a partir de diversos assuntos. Inclusive de filmes seculares! Não foi mais ou menos isso que Paulo fez em Atenas, fazendo o link de “Ao Deus Desconhecido” (Atos 17:23) a Espiritualidade Cristã?

Agora vamos para o filme Os Vingadores (2012), veremos o que é ser Cristão e teremos como professor O Capitão América.

Primeira coisa que aprendemos com esse personagem é que ser cristão é servir. Ser cristão não é se você é obreiro na igreja, nem se você é líder de células. Ser cristão é servir as pessoas. Alguém já disse: “Servimos a Deus quando servimos as pessoas”. E há inúmeras maneiras de servir as pessoas. Serviço a Deus vai além do ambiente religioso.

A missão do Capitão América é salvar o mundo. A missão do cristão é cooperar com Deus para que o Reino de Deus seja presente no hoje. Não vemos o Capitão América chamando as pessoas para fazer parte do SHIELD. Ser cristão não é fazer proselitismo. Não é levar pessoas para sua igreja ou para sua célula. Ser Cristão é ser como Cristo... Isso é questão de Atitude!

Quando Loki aparece na cidade e deseja que todas as pessoas se ajoelhem diante dele, um senhor idoso se levanta e desafia o Vilão (isso é atitude cristã – levantar e encarar o Mal), então aparece o Capitão América e se coloca entre o senhor idoso e o Loki. Isso é o que chamo de serviço a Deus. É colocar na defesa dos necessitados. Isso que é religião de verdade. Cuidar das pessoas!

Como disse o senhor idoso no filme: “Sempre há pessoas como você” – eu acrescento – pessoas que procuram fazer o mal, mas ser cristão é procurar fazer o bem. Custe o que custar.

Como o Capitão, o Cristão anseia por justiça e procura promovê-la. Como Loki mesmo afirma, Capitão América é um soldado, assim é o Cristão, um soldado. Ainda nas falas de Loki, Capitão é um homem fora do seu tempo, da mesma forma é o Cristão, vive neste mundo, mas não é deste mundo.

Capitão América se preocupa com o bem dos outros, já alguns lideres religiosos estão é preocupado com prosperidade e crescimento explosivos.

O que é Fé?

Bem, é algo semelhante ao escudo do Capitão América. Um escudo de vibranium.
Um metal não deste mundo... Assim é a fé, não é deste mundo, mas funciona perfeitamente nele. Capaz de absorver qualquer golpe do Mal.

Ser Cristão é ter certeza no que crer.
Encerro este post com a fala do cara que usa o escudo de vibranium
Há um só Deus. E eu tenho certeza que Ele não se veste assim”.

Grande abraço galera.



NOTA DE ESCLARECIMENTO:

Não pretendo com este texto afirmar que o Capitão América seja crente (Ele é o ser fictício).
Também não é a proposta deste texto arrecadar dízimos (e eu nem sou dono de nenhuma igreja).
A intenção deste post é exclusivamente criticar a condutas de muitos crentes. Pois as atitudes do Capitão América (mesmo ele não sendo cristão) são mais cristã do que as atitudes de alguns cristãos brasileiros.


2 comentários:

Eder Barbosa de Melo disse...

Fábio, obrigado pela referencia ao Recortes, sinto que de alguma forma ele ainda é útil, e por falar nisso, não esqueci que te devo a resenha do livro Genesis, vai sair, viu. Comentei pontos parecidos no meu artigo sobre o filme Capitão América de 2011, mas seu post enriquece muito o tema. Abração!

Fabio Faith disse...

=]

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails