terça-feira, 12 de novembro de 2013

Bom dia!




Um dia desses, eu estava imaginando um possível diálogo entre O Paulama Brejeiro (a personagem mais pé- frio que conheço) e o Mago Gandalf.

Caso o leitor não seja NERD, explicarei detalhadamente: 

Paulama Brejeiro é personagem de As Crônicas de Narnia (A Cadeira de Prata). Na minha opinião um dos melhores personagens do livro 06 (ordem cronológica de As Crônicas de Narnia). Gandalf é a personagem da saga do Senhor dos Anéis

Bem, extrair trechos da fala do Paulama (A Cadeira de Prata) e mesclei com a fala de Gandalf no livro O Hobbit.


E o diálogo seguiu assim:

Paulama: Bom dia, Gandalf!
Gandalf: O que você quer dizer com isso? Está me desejando um bom dia, ou quer dizer que o dia está bom, não importa que eu queira ou não, ou quer dizer que você se sente bem neste dia, ou que este é um dia para estar bem?
Paulama:  É verdade que quando digo bom dia não estou querendo dizer que não vai chover... ou nevar... ou trovejar.
Gandalf: Muito bonito! [Mas não tenho tempo a perder, vou a casa do Hobbit] Estou procurando alguém para participar de uma aventura.
Paulama: Se uma aventura dessas não consertar um sujeito, é por que não tem mesmo conserto.



Sobre aventura, Chesterton diz: 

Uma inconveniência é apenas uma aventura erroneamente considerada; uma aventura é uma inconveniência corretamente considerada.” 

Não viremos as costas para a aventura! 
Como foi dito pelo Paulama, uma aventura pode consertar uma pessoa.



Nenhum comentário:

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails