domingo, 26 de fevereiro de 2012

Não quero

Não me sinto nada bem com a idéia de um deus manipulável pela oração e pelo jejum.
Prefiro um Deus que sabe realmente o que sino no dia-a-dia.
Quero um Deus que saiba o que é ser humano. Por isso prefiro Jesus, Ele é a revelação vísivel de Deus.

Não quero um deus que faz tudo pra mim, só por que “trabalho” na igreja ou por que estou na visão ou debaixo da unção.
Não quero um cristianismo impregnado por metodologias que dá ênfase no crescimento e esquece do amadurecimento. Não quero me submeter as metodologias religiosas que se preocupa com os elementos quantitativos. Muito distante do que está registrado em Tiago 1:27.

Não quero ficar em meio as profetadas. Prefiro mergulhar no cristianismo puro e simples, é por isso que leio Lewis. Quero é descobrir o cristianismo básico, por isso que as obras de Stott são tão bem vindas.

Se Jesus na maioria das vezes criticou os lideres religiosos do seu tempo, você acha que os religiosos de hoje estariam livres de serem criticados e confrontados pelo Senhor?

Não quero uma religião que esmague minha consciência. Que aprisione minha mente. Crer também é pensar. E na palavra de Deus encontro a liberdade que preciso... A verdade realmente liberta.


Um comentário:

Equipe Trupe Quin disse...

Gostei em especial do último parágrafo!!!
Muito bacana esse post.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails